Blog

Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar

Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar

Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar

Ao longo do ano, o Brasil conta com diversos feriados prolongados, incluindo os finais de semana. O que, para muitas pessoas, significa uma coisa: viagens. Nesses períodos, milhares de famílias caem na estrada para visitar familiares, amigos, praias, trilhas, novos estados e até novos países. Porém, além de sinônimo de diversão, viajar também é (ou, ao menos, deveria ser) sinônimo de segurança. Antes de aproveitar todos os prazeres do deslocamento, é preciso revisar o automóvel, levar em conta medidas de segurança e planejar com cautela.      

Confira quais são os principais cuidados com o carro antes de viajar

1 – Óleo e filtro: você sabia que óleo abaixo do nível ou vencido pode causar sérios danos ao motor e aumentar o consumo de combustível? Pois é. Por isso, antes de viajar, verifique o nível de óleo e seu prazo de validade. Caso necessário, troque com urgência por um lubrificante com as mesmas especificações indicadas pela montadora do automóvel, seja carro novo ou carro usado. Com relação ao tipo de óleo a ser colocado em seu carro, dever-se-á a atenção a classe do óleo 5W30, 5W40, 10W40 e 20W50. Outra coisa, verificar se o óleo, conforme manual do carro, pode ser mineral, sintético ou semi-sintético. Vale destacar, a verificação do nível de óleo de ser semanal ou quando abastecer seu veículo. Alguns fabricantes de oléo, instrui que a troca do filtro de óleo deverá ocorrer a cada duas trocas, porém quando o veículo percorrer uns 80.000 km.     

2 – Freios e Fluído de freio: Dizer que os freios são absolutamente indispensáveis para o carro é uma obviedade. Por isso, assim como outras partes do automóvel, eles precisam de revisões de tempos em tempos. Mais precisamente, o sistema de freios deve ser avaliado a cada 10 mil quilômetros rodados. Entretanto, deverá ser trocado o fluido de freio a cada 1 (um) ano de uso do veículo, pois o fluído possui duas funções de aplicação, uma acionar as pinças de freio para frenagem e outra retirar a umidade do sistema. Quando ocorre este processo de retirada da umidade, o fluído torna-se corrosivo proporcionando desgastes nos cilindros de rodas traseiros e nos atuadores do cilindro mestre dos veículos.  A substituição deste líquido, se faz necessário porque eles podem se tonar uma “borra” dentro reservatório e contaminando o sistema. Ao substituir as pastilhas de freio e manter os discos de freios, deve ser realizado chanfros nas periferias das pastilhas evitando que ocorra ruído durante a movimento e frenagem do veículo. O que pode ser realizado em um mecânico de confiança ou na concessionária.  

3 – Filtros de ar e combustível: importantes para o bom funcionamento do motor, os dois itens influenciam diretamente no consumo de combustível se estiverem vencidos. Ajuste-os, caso seja preciso, pois se acumularem sujeira, podem fazer com que o carro pare. E parar em meio à estrada nunca é uma boa pedida.

4 – Arrefecimento: o sistema de arrefecimento é o encarregado de manter o veículo a uma temperatura adequada de funcionamento (90° Celsius). Caso não esteja funcionando direito, permite que o motor superaqueça e chegue até a derreter peças. Certifique-se de que o líquido que integra o sistema esteja nos níveis corretos para não ficar na beira da estrada com o carro parado.

5 – Suspensão e Geometria: assim como os freios, a suspensão do carro deve ser revisada a cada 10 mil quilômetros rodados. Entretanto, deve-se procurar um mecânico de confiança para realize o diagnóstico em seu veículo e seja mais assertivo nas trocas peças com desgastes. Após a troca de qualquer peça da suspenção deve ser realizado o alinhamento e cambagem quando necessário. Algumas peças que fazem parte da suspenção são coxins, amortecedores, molas, bieletas, kit coifa e batente, balança com buchas e pivôs, estes são componentes que devem ser considerados durante a avaliação para que o carro permaneça macio e não puxe para nenhum lado. Dessa forma, a segurança na estrada é mais garantida. 

6 – Pneus: o primeiro passo é checar se os pneus não estão muito desgastados. Se estiverem, é preciso trocá-los. Se não estiverem, é necessário calibrá-los (incluindo o estepe). Preste atenção no nível de pressão de cada um deles. A calibragem dos pneus é muito importante para que não ocorra o desgaste prematuro. Na compra de dois pneus novos, sempre colocá-los na traseira, isso deixará seu veículo mais estável ao realizar uma curva em certa velocidade, pois isso permitirá que o veículo tenha mais aderência ao chão. Após a montagem do pneu no aro deverá sempre balanceá-lo, ou seja, utilizar um equipamento que evidencie se há a necessidade de adição ou não de chumbo para equilibrar a conjunto aro+pneu. Os pneus possuem três modelos, os simétricos, assimétricos e direcional. Os simétricos, podem ser colocados de qualquer lado no aro que não influenciará na rodagem. Os assimétricos já possuem lado (interno e externo). Já os direcionais possuem um só sentido de rotação, no pneu vem descrito “rotation”.

7 – Bateria: a bateria é um dos itens mais esquecidos no momento de revisão do automóvel. Porém, ela é essencial para que o carro funcione. Portanto, não se esqueça de avaliá-la e trocá-la, caso preciso. Se não, adivinhe só? Você irá ficar parado na beira da estrada novamente.

8 – Palhetas: as palhetas são outros produtos que, muitas vezes, passam batido durante a avaliação do carro para viagens. Não espere ter que pegar uma chuva forte para descobrir que as palhetas dos seus limpadores de para-brisa estão tortos ou ressecados. Aproveite e já cheque a água do limpador dos vidros também.

9 – Lâmpadas: além de ser extremamente perigoso, lâmpadas queimadas ou em mau funcionamento podem gerar multas para os motoristas. Por isso, observe todas as luzes do carro, incluindo luzes de freio, ré, faróis e lanternas.

10 – Painel: você sabe o que cada luz do painel do seu veículo significa? Caso alguma delas acenda, você pode estar com problemas, como falha nos freios ou na bateria, por exemplo. Fique atento e leia o manual do carro.

11 – Itens de emergência: todo carro, inclusive os que não vão para estradas, precisam estar equipados devidamente com alguns itens de segurança, como triângulo, macaco, chave de roda, estepe e extintor. Atente-se a isso e se todos os produtos estão dentro do prazo de validade.

Dicas gerais para uma viagem mais segura

Condições do tempo: o tempo, às vezes, é imprevisível. Na estrada, as chances de adversidades, como tempestades ou neblinas, são maiores. Em casos assim, em que há pouca visibilidade, diminua a velocidade do carro e procure por abrigo até que o tempo melhore, caso necessário. Não se arrisque.  

Trânsito: em altas temporadas, o movimento aumenta muito nas estradas. Por isso, tenha paciência e muita cautela. Não realize manobras proibidas, como invadir o acostamento ou realizar ultrapassagens perigosas. Sua família e os demais motoristas agradecem.

Bagagem: bagagens, apenas no porta-malas. Não abarrote o interior do carro com itens que possam obstruir sua visão da estrada. Dentro do veículo, leve apenas bagagens leves, de mão, e bolsas pequenas, com itens essenciais para que tudo corra bem durante a viagem.  

Bebê a bordo: se há bebês no automóvel, ou crianças de até 7 anos e meio, a cadeirinha ou iten equivalente à idade/altura (bebê conforto ou assento de elevação) são obrigatórios (lei decretada em setembro de 2010).

Animais de estimação: animais de estimação no colo durante a viagem? Nem pensar! Os bichinhos devem ser colocados dentro de “casinhas de transporte” e posicionados no banco traseiro (com cinto) ou no assoalho, entre os bancos dianteiros e traseiros.

Cinto de segurança: apesar de algumas pessoas insistirem em não utilizá-los, os cintos de segurança são obrigatórios o tempo todo e diminuem o impacto em casos de acidentes. Não abra mão deste importante item de segurança.

Revisão de automóveis não é brincadeira

Encarar a revisão do carro como um gasto adicional ou um simples capricho nunca é uma boa ideia. Se você realmente pretende viajar com sua família, sejam pequenos ou grandes trajetos, é indispensável que você o faça com a maior segurança possível. Dessa forma, você não apenas cuida daqueles que ama, mas de todos os demais motoristas que também estão viajando com suas famílias ou amigos. Portanto, não deixe de realizar as medidas de segurança necessárias e alertar quem puder sobre o assunto. 
Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar

Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar

Conheça os cuidados necessários com o carro para quem quer viajar Ao longo do ano, o Brasil conta com diversos feriados prolongados, incluindo os finais de semana. O que, para muitas pessoas, significa uma coisa: viagens. Nesses períodos, milhares de famílias caem na estrada para visitar familiares, amigos, praias, trilhas, novos esta...

Abrir Tópico >

Para que serve alinhamento e balanceamento

Para que serve alinhamento e balanceamento

É normal o mecânico realizar o alinhamento e balanceamento nos pneus quando levamos o carro para a revisão periódica. Mas será que as pessoas sabem a importância de cada um deles? Ainda é comum no mercado a dúvida relativa à melhor forma de realizar estes serviços fundamentais para aumentar a vida útil de um pneu e dos componentes da sus...

Abrir Tópico >

Reciclagem de Pneus

Reciclagem de Pneus

A preocupação das autoridades e das grandes indústrias com a destinação de pneus vem aumentando ao passar dos anos, e é necessário encontrar maneiras ambientalmente corretas para que não ocorra o descarte indevido dos mesmos. Para que isso ocorra é de suma importância a reutilização e a reciclagem destes fazendo com que não ocorra a...

Abrir Tópico >